Remove these ads. Join the Worldbuilders Guild

Mansão Tresendar

Alterações

Quando a Companhia Aventuresca tomou as ruínas da mansão para si, fizeram algumas modificações: uma capela para Clangeddin Barba Prateada, uma forja para que Anthror Trotsk e Folkor Shadowless pudessem trabalhar em itens mágicos e uma biblioteca para que Torian Gulor Danein pudesse acumular conhecimentos.

Arquitetura

A mansão parece mais uma fortaleza que uma mansão propriamente dita. A parte de cima da mansão desmoronou com o tempo e foi reconstruída pela Companhia Aventuresca. Já o porão que serviu de esconderijo para os Marcados-em-Vermelho foi reformado para selar a fenda onde o nothic habitava e os cadáveres de orcs e humanos ficaram após a destruição de Phandalin em 951 CV.

História

A mansão pertencia originalmente à família Tresendar, cujo patriarca era Sir Aldith Tresendar. Porém, quando Phandalin caiu para o ataque de orcs das Montanhas da Espada em 951 CV.   Em 1488 CV, após servir como base para os Marcados-em-Vermelho, a Companhia Aventuresca começou as reformas da mansão usando o ouro que vinha da exploração da Mina Perdida de Phandelver pelos irmãos Rockseeker.   Por volta de 1491 CV a Mansão Tresendar já estava operacional como a base da Companhia Aventuresca.

Tipo
Manor house / Meeting hall
Subterritório de
Phandalin
Organização Proprietária
Companhia Aventuresca
Relatório Relacionado (Locais Primários)

Remove these ads. Join the Worldbuilders Guild