Remove these ads. Join the Worldbuilders Guild

Província Nadiana

Terra de aventureiros e navegadores.

Alguns dizem que se Ceres começou o Império através da paz, o Reino de Nádia garantiu que existiria o Império através do sangue. Foi nesta província que teve início as Guerras da Conquista, resultando no extermínio total dos elfos sangrentos de Linea, cujo império caiu numa série rápida de insurreições e batalhas. Os Fierardi construíram aqui sua própria cultura, soberana, distinta apenas em duas linhagens: os austrinos e os daneses. As diferenças destes dois grupos são reparadas por um desdém pela cultura élfica que, inexplicavelmente, não os impediu de unirem-se à Ceres durante a Crise das Almas.
— Ahmad Ichabod, Uma Perspectiva Ceriana.
 
A Província Nadiana, também chamada de Província dos Aventureiros, é uma monarquia absoluta reinada por Anfred Linesch II, vassalo do Império de Ceres. Dito isso, a Guilda dos Aventureiros detém uma grande porção de influência regional e, em muitos sentidos, é uma força que mantém a corte real em cheque. A província controla boa parte da Costa Fierardi e da Baía das Espadas, sendo parcialmente protegida pelos Picos Estreitos.   Nesta província se encontra uma série de locais e estruturas notáveis, como Vasselheim, as Ruínas Lineanas e as Terras de Sal. Também está localizado aqui o Templo das Cobras Gêmeas, um dos três fortes da Ordem dos Caçadores de Sangue em Centúria. O grupo de aventureiros Cidália veio até esta província em busca da Pena de Similiriel e, também, para encontrar a desaparecida Yannahtari Altassur, Curadora do Monastério Iliric em Nádia.

Structure

O reino tem por capital a cidade de Nádia, por muito tempo lendária cidade de piratas mesmo após a fundação do Império. Ela controla a porção nordeste de Centúria. Não há duques na província: o rei comanda diretamente os cinco barões (Boesses, Mavers, Brudar, Rouvra e Enburg), que por sua vez servem como centro administrativo de outros assentamentos menores.   Em Nádia a influência dos Senhores Imperiais é estranhamente baixa e, assim, eles se comportam mais como vassalos do que reguladores. O Conselho Imperial nunca pareceu se importar muito com isso¹, o que incentivou a monarquia Linesch a governar com uma mão de ferro. Na corte há um vice-rei que cuida dos afazeres diários da coroa e um seleto grupo de conselheiros, nomeados marqueses.

Assets

Gozando da maior armada do Império (oitenta e oito navios ao todo), a Província possui significante relevância continental. No momento, Nádia coordena os ataques por mar para a província lerionesa de Louisila, buscando controlar completamente a Baía das Espadas. A Terceira Legião está estacionada no Condado de Cerdes, com regimentos distribuídos pela área, enquanto a Sexta Legião está no Forte Darius, com regimentos distribuídos na região. A capital, Nádia, tem uma força militar própria chamada "Ganchos de Calipso".   Há uma grande diversidade de bens regionais, a maioria ligada à atividade aventureira ou as minerações das Terras de Sal. Ferro e cobre são transformados em armas, armaduras e outros bens. As madeiras raras da região, quando não utilizadas na feitura de casas, são convertidas em móveis, esculturas e embarcações que são, então, exportadas. Algums ruínas ainda não exploradas possuem grandes tesouros.   O bem mais precioso da Província é, na verdade, uma estrutura: A Torre de Vasselheim. Até certo ponto, ela protege a capital de certos tipos de criaturas e acalma os ventos dos seus arredores, normalmente inquietos. Mais importante, quase todo fierardi parece sentir uma conexão com ela e, se dentro da província, é levado por instinto a saber a sua direção.

History

A província foi fundada no final dos Anos do Caos, durante as Guerras da Conquista. Desde então passou por uma série de conflitos internos, alimentados pelas diferenças entre as duas linhagens Fierardi. Por algum tempo da 2E era comum que piratas aportassem na capital, o que mudou algumas décadas depois, com a supressão da Insurreição de Brales. Desde então a monarquia Linesch tem mantido a província sob firme controle, apaziguando a tensão característica e direcionando esforços para o conflito com Leriones.

Demography and Population

A maior parte da população está localizada no litoral, sendo Nádia, Boesses e Milov os assentamentos mais populosos. Ela vive do mar, navegando e vendendo bens de uma parte a outra do império. Muitos trabalham em docas e afins. Comunidades rurais focam na subsistência, pouco contribuindo para o mercado da província, com exceção dos acordos que fazem uns com os outros. No campo há mais mercado interno que externo, portanto. A atividade mais comum da província é a prática dos Aventureiros. Muitos estão associados à Guilda e trabalham não só na província, como fora dela. Nos arredores de Bavester, a mineração é comum, especialmente de sal.   O crime é, infelizmente, muito comum na província. O Sindicato tem forte presença na região e monopoliza o contrabando da área, incentivando piratas a virem até a Costa Fierardi com bens para troca e venda. Como o Sindicato se estendeu com vigor, a política local pode ter sido severamente comprometida.

Territories

Estas são as terras ancestrais dos elfos sangrentos, cujo Império foi derrubado pelos escravos fierardi. Uma única cadeia de montanhas está presente no meio da província, cercada por algumas serras. Há vales, planaltos e planícies - a geografia local é bem errática. No extremo nordeste há uma porção de terra permanentemente danificada pela Divergência, cuja mineração de sal e minerais tem enriquecido a província. Minas abandonadas e antigas ruínas élficas já foram exploradas repetidamente, mas há quem diga que ainda há segredos na região.

Military

A Primeira Armada Imperial (88 navios) está situada em Nádia, mas possui regimentos distribuídos por todos os assentamentos litorâneos da província. Cerca de 70% da Armada está envolvida nos esforços de guerra, auxiliando no controle dos territórios recém-conquistados e em embargos de rotas navais adversárias. A Terceira e Sexta Legião também protege esse território. São cerca de 4000 homens distribuídos entre os fortes e cidades da região. O Senhor da Guerra de Nádia controla as forças militares da região, delegando autoridade para legados e dois almirantes.

Technological Level

Chama a atenção o método avançado de feitura de navios da província, que agora passou a experimentar na implementação de magia junto a seus avanços tecnológicos. Os inventores de Brudar têm buscado um método de criar um transporte terrestre movido à magia que, às vezes, possa contar com os ventos a seu favor. É quase como um barco na terra, só que com rodas.

Agriculture & Industry

A atividade agrícola é voltada para a própria subsistência da província, com um pequeno excesso sendo exportado. O grande lucro vem da mineração de sal e afins nas Terras de Sal, bem como o riquíssimo comércio do litoral fierardi, que está experimentando, sim, algum recesso econômico devido à guerra. A atividade aventureira garante que a moeda continue fluindo, e a venda de materiais exóticos provenientes desta ocupação permitem que Nádia seja uma desejável parada mercantil.

"Nós não afogamos."

Founding Date
Anos do Caos
Type
Geopolitical, Province
Capital
Capital: Nádia
Alternative Names
Reino Nadiano, Província dos Aventureiros
Demonym
Nadiano
Leader
Ea
Leader Title
Santa
Head of Government
Conselho Imperial de Astrea
Government System
Monarchy, Absolute
Power Structure
Feudal state
Economic System
Mixed economy
Currency
Mesecs (Ouro), Varis (Prata) e Galenis (Bronze)
Legislative Body
Conselho Imperial de Astrea
Judicial Body
Casa do Povo
Official State Religion
Panteão Ceriano
Parent Organization
Império de Ceres
Location
Centúria
Official Languages
Related Ethnicities

Remove these ads. Join the Worldbuilders Guild

Articles under Província Nadiana


Guild Feature

Display your locations, species, organizations and so much more in a tree structure to bring your world to life!

Comments

Please Login in order to comment!