Remove these ads. Join the Worldbuilders Guild

Guilda dos Aventureiros

Não simples mercenários. Aventureiros.

Um pilar de influência na política imperial e na resolução das mais variadas situações dentro do Império de Ceres, a Guilda dos Aventureiros é uma organização continental que regula o treinamento e contrato de mercenários. Sua fundação remonta à 1E, quanto um grupo de mercenários aceitou o convite de Coralie Astrea para um trabalho que "só eles poderiam fazer". A organização possui salões da guilda em cada cidade do Império de Ceres e está presente também na capital do Principado de Leriones, apesar de que em posição crescentemente desfavorável.   Cada província de Ceres é um ramo único da Guilda dos Aventureiros, optando por diferentes tipos de salões e especializações. Cada ramo é gerido por um Mestre da Guilda que, por sua vez, reporta-se aos Senhores da Guerra. É uma organização interessante para todo tipo de lutador capaz de usar suas habilidades para os mais diferentes tipos de serviços.   O brasão da guilda é uma espada atrás de um cristal brilhante, com uma lua em seu pomar. Por trás da espada, num fundo preto, está o risco de um horizonte e disco acentuado, como uma porta. Esse símbolo lembra vagamente o signo da entidade-menor Fharlanghn e seu aspecto-par, Olidammara.

Structure

Cada província ceriana é um ramo independente da Guilda dos Aventureiros, que se reporta ao Mestre da Guilda, encontrado na Capital: Nádia. Este reporta-se, por sua vez, ao Grão-mestre da Guerra, na Grande-capital: Astrea. A organização é separada em duas estruturas: associação e integração. O Mestre da Guilda está sempre em contato com o Grão-mestre da Guerra, apesar de raramente encontrá-lo em pessoa.  

Associação

Aventureiros ou grupos de aventureiros registram-se na Guilda e cumprem missões e trabalhos solicitados pelos mais variados personagens de uma província. A união se dá mediante o pagamento de 50 peças de ouro e a submissão a uma avaliação, feita por um especialista. Associados recebem um valor como recompensa das missões cumpridas, do qual uma fatia é deduzida para a Guilda.   Aventureiros possuem ranks individuais que variam de ferro à platina para destacar a significância e capacidade do indivíduo enquanto aventureiro. Grupos de aventureiros têm por marcador de rank o indivíduo que possuir menor status para a Guilda. Todos os trabalhos colocados à mercê da Guilda são organizados em níveis sugeridos, variando de ferro até prata; trabalhos marcados para membros de elite, entretanto, só podem ser aceitos por ouros e platinas.   Falhar no cumprimento de uma missão incorre no pagamento de uma multa de 10% do valor da missão para a Guilda, que também irá reavaliar o nível do aventureiro. Além disso, membros associados são obrigados a aceitar pelo menos um contrato por mês. O não cumprimento dessa demanda implica expulsão permanente da Guilda dos Aventureiros. Um aventureiro também pode deixar a Guilda, mediante um pagamento de dez peças de ouro e abdicação de seus níveis prévios.  

Ferro

Os aventureiros mais simples, que aceitam trabalhos ligados à guardas simples, trabalhos manuais e representação. Uma taxa de 20% do pagamento destes aventureiros é destinada à Guilda. Costumam lidar com inconveniências locais.  

Bronze

Aventureiros já mais experientes, que geralmente estão organizados em grupos. Costumam ser empregados como guardas de caravanas e eventos ou para a subjugação de criaturas específicas. Ocasionalmente, aceitam contratos também ligados à crimes locais, onde cooperam ou servem autoridades imperiais. Cortes reais comumente oferecem trabalhos à guilda ligados à supressão e captura de criminosos fora da influência direta do poderio militar do Império. Uma taxa de 15% do pagamento destes aventureiros é destinada à Guilda.  

Prata

Experientes, em grupo ou não, estes aventureiros podem lutar contra criaturas mais poderosas e às vezes aceitam trabalhos ligados à infiltração, espionagem, desbravamento, investigação de ruínas e crimes etc. Costumam ser conhecidos de Mestres da Lei e Mestres da Guarda, tendo já trabalhado com eles em um número de ocasiões ou subjugado criaturas perigosas dentro de suas jurisdições. São a maioria dos aventureiros e costumam competir uns com os outros no mapeamento de novas ruínas e na obtenção de favor de políticos locais - clientes sempre bem abastados. Uma taxa de 10% do pagamento destes aventureiros é destinada à Guilda.  

Ouro

Na altura em que um aventureiro chega a tornar-se um associado ouro, ele geralmente já se aposentou ou contempla aposentar-se, tendo reunido uma quantidade considerável de recursos. Estes aventureiros são, portanto, poucos, não mais de uma dezena em uma cidade e raríssimos em vilas e vilarejos. Quando membros integrantes da Guilda precisam de mãos extras para certos contratos, são membros deste grau que são convidados primeiro. Estes aventureiros de elite cumprem os trabalhos mais difíceis colocados à disposição da Guilda e frequentemente possuem reputação regional notável. Apenas 5% de seu pagamento é destinado à Guilda e muitas vezes são acionados em contratos privados, não intermediados por ela.  

Platina

Este é um aventureiro considerado herói. Tais aventureiros são raríssimos em um mesmo século. Sozinhos, foram capazes de sobreviver a encontros contra dragões anciões e outras criaturas aterrorizantes, e em batalhas destacam-se pela trilha de cadáveres que produzem. Duelistas superiores, estrategistas geniais e infiltradores lendários. No momento há apenas dois aventureiros platina em Ceres. Apenas 2% de seu pagamento é dedicado à Guilda.

Public Agenda

Servem como uma espécie de adendo, atuando e aceitando trabalhos que a Companhia de Prata não pode tomar com as próprias mãos, desbravando territórios que a Companhia não tem motivos pragmáticos para investigar e auxiliando no controle das províncias ao abater criaturas nefastas e problemáticas que possam estar desequilibrando a ordem regional. Tudo isso enquanto incentivando a atividade aventureira e mantendo uma rica relação entre o povo, os aventureiros e o bem-estar imperial.

Assets

Além do poderio militar que representa, contendo desde de grupos e indivíduos casuais a extremamente peritos, a Guilda dos Aventureiros é uma entidade à qual vários tipos de estabelecimentos podem se associar, usufruindo de descontos e tomando parte em diferentes programas de valores e recomendações. A A Coroa e a Caneca, por exemplo, é uma taverna enariana que serve com base para muitos membros da Guilda, especialmente após o incêndio do Salão da Guilda na capital da Província Enumiana.

"Onde o horizonte termina, uma aventura começa."

Founding Date
21 EE (21 da 1E)
Type
Guild, Adventuring
Alternative Names
Guilda dos Lutadores
Training Level
Semi-professional
Veterancy Level
Experienced
Demonym
Aventureiros
Leader
Lazav Vraska
Leader Title
Mestre da Guilda
Parent Organization
Casa da Guerra
Subsidiary Organizations
Controlled Territories

Remove these ads. Join the Worldbuilders Guild

Guild Feature

Display your locations, species, organizations and so much more in a tree structure to bring your world to life!

Comments

Please Login in order to comment!