Remove these ads. Join the Worldbuilders Guild

Capital: Nádia

A capital dos aventureiros.

A cidade de Nádia, às vezes chamada pelo antigo nome de Mindon AiwenorTorre que Corta o Céu e o Mar, é um assentamento náutico ceriano localizado no nordeste de Centúria, às margens dos Picos Estreitos. É vizinho de Boesses, assentamento com o qual possui ricas rotas terrestres e marítimas. Como capital da Província Nadiana, Nádia é um importante centro econômico do Império, famosa por ser o berço da Guilda dos Aventureiros e base da lendária Vasselheim, a Torre Miraculosa.   Muitos estudiosos argumentam que é não somente a cidade mais antiga a fazer parte do Império de Ceres (superando até mesmo a Grande-capital: Astrea), mas também o mais velho assentamento com presença humana em Centúria — sabe-se que os elfos sangrentos escravizavam os proto-humanos que povoavam essa região do continente, até serem destruídos nas Guerras das Conquistas.   Com sua arquitetura élfica contrastando fortemente com a cultura fierardi, Nádia é um espetáculo de diversidade, humores contraditórios e aventureiros de todo o tipo buscando uma maneira de se destacar e enriquecer.

Demographics

A maior parte da população está envolvida com o agitado mercado nadiano ou o mercado marítimo, ricamente ativo para dentro da própria província ou fora dela. Artesãos, Aventureiros e Encantadores estão entre os mais comuns em Nádia. As duas linhagens Fierardi (daneses e austrinos) dominam a população, que é majoritariamente humana. Aqueles de ascendência élfica costumam lidar com grave preconceito, que às vezes beira um racismo xenofóbico.   A elite historicamente lidou com um número adequado de revoltas, mas os últimos anos têm sido tranquilos desde a Insurreição de Brales, quase cem anos atrás. Nádia é a cidade que mais consistentemente contribui com o tributo anual e seus cidadãos são aversos absolutos à necromancia e magia élfica.

Government

A cidade é pacificamente governada pelo rei Anfrid Linesch II, fiel ao trono imperial. Ele é um incentivador dos estudos e forte defensor das recentes propostas e sugestões de desbravamento do Mar Nascente. O Anfrid é assistido pelo Senhor do Povo Egon Archibald, pelo Senhor da Moeda Reinhard Lando e o Senhor da Guerra Bertrand Isimar. Sua lei é absoluta dentro da Província e territórios anexados.

Defences

Geograficamente não está localizada de forma favorável para longos cercos, mas desde tempos mitológicos as muralhas de Nádia são consideradas impenetráveis. As estradas-altas, pontos de acesso da cidade, são elevadas demais para pulos, escadas ou descidas serem consideradas por invasores, que são forçados a continuar pelas estradas até a torre em si — um forte em seu próprio mérito. As docas são protegidas pela Waterfront, uma ilha na qual um forte náutico especializado foi construído. A cidade em si parece ser protegida por uma fraca, mas consistente barreira anti-fey, funcional também contra ínferos e celestiais. Há rumores de que a Torre é capaz de magias mais avançadas e desconhecidas, que não podem ser operadas por humanos.

Industry

Além do mercado naval, Nádia é famosa como ponto de venda, compra e troca, notável em todo o Império e superado apenas pelos bazares da Capital: Enari. Alguns pontos relevantes são:  

Tartaruga Infame

A Tartaruga Infame é uma taverna localizada no primeiro andar do Bastião da Conquista. É um salão semi-circular que recebe tanto marinheiros quanto aventureiros; de um lado do salão está uma porta com o brasão da guilda dos aventureiros, do outro, uma com o brasão da guilda dos navegadores. Entre elas, um bar de tamanho generoso, para agradar todo tipo de clientela, e a entrada para a cozinha. Imediatamente acima do bar, um domo semi-esférico se abre numa clarabóia que traz a luz de Nora e Selune para ajudar a iluminar o salão.  

Torre Vermelha

Estalagem associada à Guilda dos Aventureiros. É um prédio alto que destoa de seus arredores por sua altura diferenciada. Nos dois últimos andares da torre, construídos por tijolos vermelhos e cobertos por telhas da mesma cor, é possível ver por sobre os muros de Nádia as águas trêmulas da Baía das Espadas. É um lugar romântico para se ver o nascer-do-sol.  

Eira e Beira

O estabelecimento mais indicado para a compra de transporte é o estábulo Eira e Beira, na região sudoeste de Nádia, próximo ao anel central. Famoso entre os aventureiros, o lugar é gerido por Brendon Schmidt, um humano gordo e alto, que apesar de sua rudez com as palavras, é solícito e honesto. Caso os aventureiros desejem adquirir transporte terrestre, é aqui que encontrarão o que buscam.  

Arsenal Maravilhoso

Gerido pela anã Katrina Sokolova, esse armazém localizado na saída das docas de Nádia, na região Sudeste da cidade, tem tudo que um aventureiro pode querer, de equipamentos regulares a encantados, comuns a raros, abençoados a amaldiçoados — é difícil sair daqui sem um item novo.  

Grilo Bobo

Um casebre escondido em uma quina abandonada da região comercial, esse estabelecimento vende todo tipo de produto herbal e vegetal. Sua dona é Yennefer Asinov, conhecida na região pelo seu comportamento suspeito, semelhante ao de sua falecida e enlouquecida mãe. Ela também vende plantas alucinógenas.  

Fogão Molhado

Seu dono, Rowan Rassif é um marinheiro aposentado que decidiu se dedicar de vez apenas à cozinha. Comanda uma padaria agitada que vende especialmente para marinheiros e a população menos favorecida. Apesar de velho, insiste em cuidar de pelo menos 1/3 dos pães diários. Ele é muito querido por toda a população de seu distrito, no nordeste de Nádia.  

Carnes & Costuras

Um açougue e loja de roupas e tecidos que, apesar de confusa, é bem sucedida comercialmente. Sua dona é Mathilda Abdul, meio-elfa idosa e viúva. Ela cuida da costura e seu filho, Abdul Júnior, do açougue. O estabelecimento fica no sudoeste da cidade, e é de arquitetura fierardi. Abdul Júnior sumiu, o que tem trazido prejuízos para a frágil senhora.  

Véu de Pérola

Uma joalheria da Família Sixsmith. É um comércio respeitado de jóias finas que trabalha especialmente com gemas preciosas e metais. Seu atual proprietário é Andrea Sixsmith, pianista talentosa que sonha em compor algo maior que o amante de seu falecido pai. O estabelecimento está próximo à Torre Miraculosa, junto aos acessos desta para a cidade.  

Capitão Flutuante

Venda de bebidas fermentadas e destiladas feitas por Bren Romanoff, cuja família tem uma interessante história com o mar. É um salão fierardi próximo às docas. Chama atenção o arco de serpente marinha, parcialmente destruída, que decora a porta de entrada.  

Doca dos Desesperados

Apelido dado a parte das docas de Nádia destinada a compra e venda de veículos marítimos usados, gerenciada pela Capitã Calico Jack. Ela costuma criticar a qualidade dos navios fierardi — eles são os melhores que Ceres pode produzir, entretanto. Supostamente veio de uma terra distante, da qual nunca fala.  

O Coringa Jocoso

Felis Leaver é um instrumentista fracassado, mas apreciador de instrumentos e velho amigo de Andrea Sixsmith. Seu estabelecimento está falindo e ele busca alguém para comprar (e cuidar) dos últimos instrumentos feitos por seu falecido pai.  

Fornalha do Eberlin

Esta fornalha está localizada em uma plataforma-ponte de um riacho, próximo às muralhas externas do distrito das docas. Ela é gerida por Eberlin e Jörg Escudo-Firme, antigos aventureiros e bons amigos que se tornaram mestres ferreiros após se aposentarem. Eberlin também tem algum conhecimento arcano, sendo capaz de reparar equipamentos encantados.

Infrastructure

Vasselheim, a torre miraculosa, está no centro de Nádia com quatro estradas que cortam a cidade por vias superiores, diretamente até a torre. Cada estrada é guardada por um forte que controla a passagem de viajantes e visitantes. A torre possui um número desconhecido de andares (chega a 50m de altura), e uma superestrutura subterrânea chamada de Salão dos Reis, onde a família real nadiana reside, concede audiências e recebe sua corte. Entre esta estrutura e os andares superiores está o Jardim de Nádia, acesso para o nível da cidade propriamente dita.   A cidade em si é cercada por muralhas circulares de feitura élfica milenar, marcadas pelo tempo. As formas pontiagudas e elegantes são ocasionalmente interrompidas por domos e cúpulas de prédios anexados à própria muralha. Estes prédios, mais antigos e únicos, servem de base para organizações e grupos relevantes dentro da órbita nadiana, como a Guilda dos Aventureiros.

Guilds and Factions

A Guilda dos Aventureiros é a facção de maior destaque dentro de Nádia. Sua sede é o Bastião da Conquista, que serve de casa também para a Guilda dos Navegadores. É um prédio cilíndrico nos muros da região sudoeste da cidade de Nádia.   A Tartaruga Infame é a taverna que serve como primeiro andar do Bastião da Conquista, e estabelecimento mais famoso da cidade — é um ponto de encontro famoso entre os aventureiros de toda a província. Outras guildas menores, principalmente de mercadores náuticos, podem ser encontradas em abundância dentro da cidade.

History

Nádia, então Mindon Aiwenor, era a capital de um pequeno reino de elfos sangrentos que controlavam a porção nordeste do continente centuriano. Estes elfos escravizavam amas as linhagens fierardi por pelo menos um milênio, durante os Anos do Caos. No começo da 1E, antes mesmo da fundação do Império de Ceres, os humanos da região começaram uma pequena rebelião que incitou as Guerras das Conquistas, nas quais os reinos élficos de Centúria foram dizimados, fazendo dos elfos conhecidos apenas aqueles que se isolavam nas ilhas de Nuncavisto.   A conquista de Nádia em especial tem grande teor mitológico, supostamente sendo fruto da barganha de um humano com um deus-menor do mar, que eventualmente foi assassinado por seu amante humano em nome daquilo que este julgava melhor para seus companheiros de guerra. A cidade caiu em uma único noite, após meio ano de cerco.

Architecture

A arquitetura élfica é eminente, elegante e admirada por aqueles que visitam Nádia, mas para seus moradores é apenas um lembrete de que seus ancestrais foram mais fortes do que aqueles que outrora os oprimiram. Ele é alongada e pálida, com adornos dourados e telhados vermelhos ou azuis, a depender do ano. Domos demarcam estruturas importantes da cidade e a torre central é supostamente o ápice da arquitetura dos elfos da região.   Naturalmente, muito foi acrescentado à cidade original. Estas novas porções do assentamento são tipicamente fierardi, com madeira como material primário e esculturas dracônicas e marinhas adornando arcos elevados e vigas poderosas que dão forma aos largos salões fierardi, onde famílias de até vinte preferem viver como clãs.

Alternative Name(s)
Mindon Aiwenor
Type
Capital
Population
Aprox. 50 mil
Inhabitant Demonym
Nadianos
Location under
Costa Fierardi
Ruling/Owning Rank
Rei
Owning Organization
Província Nadiana

Remove these ads. Join the Worldbuilders Guild

Articles under Capital: Nádia


Guild Feature

Display your locations, species, organizations and so much more in a tree structure to bring your world to life!

Comments

Please Login in order to comment!