BUILD YOUR OWN WORLD Like what you see? Become the Master of your own Universe!

Remove these ads. Join the Worldbuilders Guild

A Conflagação de Cylareth

Created by

Cercado por um oceano de águas amenas, Tamorus já foi uma terra próspera e pacífica. Suas raças nativas, embora poderosas e capazes, foram acolhedoras quando os primeiros estrangeiros chegaram em suas costas. Embarcações de todos os tipos traziam em seus interiores, uma infinidade de culturas, feições e experiencias.


Pouco tempo foi necessário para que estes povos, fugitivos de batalhas, desastres ou apenas buscando novos horizontes se estabelecessem em diferentes pontos do grande continente. Assentamentos se tornaram vilas, que com o passar dos tempos, se tornaram imponentes reinos na história desta terra. A sabedoria e tecnologia que trouxeram consigo foram pontos chave para que as terras selvagens do coração de Tamorus fossem desbravadas e clamadas por estes novos moradores.


Este fragmento da história é tido como “A era dos heróis”, pois foi neste momento que grandes comoções ocorreram neste território. Criaturas lendárias que assolavam pântanos, destruíam embarcações, dizimavam vilarejos e tornavam as vastas campinas em locais pouquíssimos seguros para uma nova nação nascer foram combatidas, expulsas, mortas ou aprisionadas por inúmeros heróis de diferentes origens.


Grandes nomes ascenderam neste momento, se tornando sinônimos de poder, segurança e até mesmo temor. Artefatos e encantamentos nunca vistos foram criados para que estas incursões e batalhas fossem bem-sucedidas. Reinados se formavam e ruíam perante a fúria e incessante batalha entre estas forças. Apenas aqueles com sede por aventuras, fama e a capacidade de enfrentar seus maiores medos, ousavam deixar a sombra de suas cidades, para escreverem sua própria história.


Infelizmente, alguns povos se mostraram desgostosos com estes colonos e a princípio o que se tratava apenas de sabotagens e conflitos menores, devido a intromissão em seus territórios, se tornou uma guerra entre nações, seja por conta de criaturas sagradas estarem sendo caçadas, sendo por disputas territoriais ou até mesmo por alguns povos roubarem a “Fama” por alguns feitos realizados por diferentes grupos.


Devido a estas disputas entre povos, e as batalhas ainda remanescentes contra algumas criaturas, foi conferida uma grande cúpula entre os povos e criaturas de Tamorus. Os representantes, Heróis e os seres mais poderosos se reuniram sob os picos perenes e ali se isolaram por três ciclos. Nenhuma magia, arma, artefato adentrou por aqueles arcos; O tempo era igual para todos e nem mesmo as diferenças entre as espécies era algo existente naquilo que foi conhecido como o Conselho dos exaltados.


Quando os primeiros feixes de luz tocaram as grandes portas que selavam o conselho, estas se abriram, estabelecendo a partir daquele momento, uma nova era de paz. Nada se sabe a respeito do que foi discutido por trás daquelas paredes, mas cada um dos representantes que participaram daquela reunião, apresentavam em sua própria carne, símbolos e runas, talhados em uma língua que ninguém era capaz de reconhecer, mas todos que a observassem, podiam entender o que estava escrito. Regras e acordos fundamentais estavam marcados em suas almas, assim como nas de seus descendentes e predecessores. Leis que vigoravam a partir daquele momento, com o intuito de proteger e perpetuar a paz em Tamorus.